Cersei Lannister & Ana Bolena – Mais semelhantes do que se imagina


”Ainsi sera, groigne qui groigne – ‘Assim será, doa a quem doer!’’
– Lema utilizado por Ana Bolena em meados de 1530.

É muito comum deparar-se com páginas que comparam Ana Bolena com a personagem Margaery Tyrell, da série de livros ”As Crônicas de Gelo e Fogo’’, do escritor americano, George R. R. Martin. As semelhanças de fato são inegáveis, embora existam muitas diferenças. No entanto, o interessante é que consegui traçar semelhanças entre Ana Bolena e outra personagem da trama. Quem? Bem, Cersei Lannister.

game-of-thrones-season-2-lena-headey1.jpg
Cersei Lannister na série Game of Thrones, vivida pela atriz Lena Headey.

Para muitos leitores, Ana Bolena não é a primeira escolha quando se pergunta qual personagem teria servido de inspiração para Cersei. Isto ocorre porque Cersei possui um status mais elevado que Ana, vinda de uma das principais casas de Westeros, sendo portanto, uma noiva digna de um rei. Ana Bolena por sua vez, estava em um estatuto muito abaixo de Henrique, ou que sua primeira esposa, Catarina de Aragão, embora sua família materna (os Howards) fosse nobre e antiga. Deste modo, o caminho de Cersei até o título de Rainha, foi muito mais fácil (a perspectiva de um monarca desposá-la, não era tão destoante com seu status, beleza e riqueza familiar), enquanto Ana teve que lutar para subir ao trono como rainha consorte. Finalmente, a principal diferença entre Ana e Cersei, é a aparência. Cersei é descrita como incrivelmente bela, muitas vezes referida como ”a mais bela mulher em Westeros’’. Sua característica física é o que denominamos como ”padrão de beleza’’ no período de Henrique VIII: Longos cabelos louros, olhos claros, seguidos de uma tez alva. Ana Bolena, no entanto, foi descrita por contemporâneos como tendo cabelo e olhos escuros, seguidos de uma tez cor de oliva (amorenada). Sua aparência foi descrita desde ”razoável”, até bonita, mas estava longe de possuir a beleza clássica que as pessoas de seu período apreciavam. Seus atrativos vieram através de outros recursos.

No entanto, apesar destas diferenças, elas compartilham muito em comum.

Ambas vinham de famílias muito ambiciosas. Tanto Tywin quanto Thomas Bolena, contribuíram na ascensão de suas filhas até o rei (Robert e Henrique também compartilham semelhanças surpreendentes); ambas as famílias jogaram conforme o tabuleiro, provavelmente não se preocupando com a felicidade e segurança destas mulheres. E tanto Ana quanto Cersei, souberam usar suas reputações para engrandecimento familiar.

”É certo que o rei não ousaria trazê-la [Maria] para onde a Senhora está [Ana], pois ela não deseja vê-la ou ouvir sobre ela. Eu acredito que ele teria falado por mais tempo e mais familiarmente com a princesa, se a senhora não enviasse dois de seus encarregados para ouvir.” ¹Eustace Chapuys, Embaixador Imperial de Carlos V na Inglaterra, sobre a presença da comitiva de Ana e influência que ela exercia sobre o Rei. 

«Uma família muito ambiciosa – pensou Ned. Ele não tinha nada contra os escudeiros, mas o perturbava ver Robert rodeado por parentes da rainha, ao acordar e dormir. O apetite Lannister para cargos e honrarias parecia não conhecer limites. » (A Guerra dos Tronos, Eddard, cap. VII)

NPG 668; Anne Boleyn by Unknown artist
Ana Bolena.

Outro aspecto importante entre essas duas mulheres, é que elas desejavam o poder que a elas era relegado. O objetivo final de Cersei para reinar, é conseguir o poder absoluto para si, e Ana usou sua influência sobre o rei, para permitir que sua família e facção, obtivessem suas vontades. É interessante notar também, como os meios utilizados por ambas para chegar ao poder, foram semelhantes. Cersei e Ana sabiam jogar com a sedução para conseguirem o que queriam. Elas usavam a aparência, mas também o porte e a erudição e suas habilidades nas artes, como dança, canto e etc. Ana compensou o que lhe faltava em beleza, com sua erudição, refinamento, personalidade e vivacidade. Já Cersei, encantou com sua beleza, fazendo o que era esperado que uma rainha fizesse, as vezes, através de seu charme.

Ana jogou – também – com os desejos (sexuais) do rei, a fim de conseguir tornar-se sua esposa. Cersei frequentemente jogou com o desejo dos homens para obter ganhos para si. A única diferença entre as duas, é que Ana mostrou ser mais paciente com seu longo namoro com Henrique, já Cersei, deleitava-se rapidamente.

Ambas acreditaram que, ao se tornarem rainhas, teriam poder e reconhecimento, e encontraram uma realidade bem diferente do esperado.

O que me leva a falar sobre seus destinos. Se Cersei e Ana eram boas em obter o poder, elas eram ruins em mantê-lo. Ambas eram mulheres inteligentes, politicamente astutas, mas em períodos extremamente patriarcais.

Ao contrário de Margaery, que nos livros sempre foi retratada como uma moça tranquila, aparentemente dócil e fácil de lidar, Cersei e Ana eram muito mais simples, diretas e agressivas. Elas queriam exercer suas vontades, sem serem manipuladas. Ambas tinham um temperamento forte e eram frias e calculistas, fazendo com as pessoas o que julgavam ser necessário, mesmo que fosse considerado cruel.

Segundo a historiadora Anna Whitelock, em seu livro ”Mary Tudor: England’s First Queen” ao descobrir que Maria (sua enteada) continuava a intitular-se princesa e recusava-se a reconhecer Elizabeth como a legítima princesa inglesa, ela:

“Assim que Ana Bolena ficou sabendo disto, ela rapidamente entrou em cena, instruindo sua tia que, caso Maria continuasse a se comportar deste modo, ela deveria passar fome, e caso ela usasse o título banido de princesa, deveria ter suas orelhas batidas ”como a maldita bastarda que era”. 

cersei-lannister-wine_featuredQuando pensamos por este viés, a história de ambas é muito similar. Ambas subiram tão alto quanto podiam, e fizeram o que foi preciso para manterem-se no poder em suas respectivas sociedades. Em última análise, ambas caíram em desgraça, acabaram odiadas por seu povo e desprezadas pela corte, e na maioria das vezes, por ações de homens (Henrique / Kevan). E algo realmente surpreendente, é que elas foram ambas acusadas dos mesmos crimes: adultério, incesto e traição! Mesmo que no caso de Cersei tenha sido verdade e no de Ana Bolena – segundo registros e muitos historiadores – quase certamente forjado. E ambas foram punidas com grande vergonha (Caminhada de Penitência/ Execução por decapitação).

Acredito também, mas esta é uma convicção pessoal, que o estado mental de Ana e Cersei, deve ter sido muito parecido quando ambas caíram em desgraça. Cersei tornou-se lentamente cada vez mais paranóica e desesperada após a morte de Joffrey, quando ela inconscientemente percebe que tudo o que conquistou, poderia ser tirado dela. Imagino que Ana deve ter passado por um estado mental semelhante, ao encontrar-se na Torre, prestes a ser executada:

Eu ouvi dizer que o carrasco é muito bom e eu tenho um pescoço fino’ ² – disse Ana Bolena, um dia antes de sua execução e rindo, ela colocou suas mãos em volta de sua garganta.

Quando a ação estava acabada, ela estava tão nua e vulnerável quanto uma mulher poderia estar. Nem mesmo um fio de cabelo para me esconder atrás. Uma pequena risada explodiu de seus lábios, sombria e amarga. (A Dança dos Dragões, Cersei II.)

caps
Ana Bolena (vivida pela atriz Natalie Dormer) e Maria (vivida pela atriz Sarah Bolger) na série inglesa, The Tudors.

Outra semelhança (mais uma curiosidade): Elas tinham um parente com um nome semelhante: Joffrey, que foi o filho de Cersei, e Geoffrey, que foi o bisavô de Ana.

Então, elas tinham o mesmo temperamento, as mesmas ambições, as mesmas armas, e uma família ambiciosa; mas acima de tudo, elas tiveram um desenvolvimento muito parecido – pelo menos até esta altura da trama de George. Uma vez que Margaery é como a água, que adapta-se e modela-se de acordo com as circunstâncias, Cersei e Ana são como o fogo, tempestivas, violentas e com tendências de se consumirem e a outros em seu caminho, até que encontrem alguém como a água, calma, para destruir todo o calor de suas chamas.

FONTES:
Whitelock, Anna;  ”Mary Tudor: England’s First Queen”. Bloomsbury Paperbacks, England, 2010.

¹ Letters and Papers, Foreign and Domestic, Henry VIII, Volume 5, 1531-1532  – [1 Oct. Archive number 1377] .

² Carta de Sir W. Kingston, Guarda da Torre de Londres, para Thomas Cromwell, 19 de Maio, de 1536. 

Artigo traduzido (com algumas alterações e correções históricas) da página ASOIAF University. AQUI: http://asoiafuniversity.tumblr.com/post/85980821070/cersei-lannister-anne-boleyn-closer-than-you…

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Agda santos disse:

    Esta descrição se encaixa muito mais em Elizabeth Woodyville rainha de EduardoVI.
    Inclusive na beleza extrema incluindo a pele alva e os cabelos louros tao apreciados na época. Era uma mulher externamente ambiciosa que nao mediu esforços para beneficiar sua familia. Chegou a casar uma parente idosa com um adolescente de a familia muito influente.

    1. Tudor Brasil disse:

      De fato, Agda, ambas foram descritas como belíssimas e ambiciosas, porém a semelhança entre elas termina por aí. Sendo, é claro, o segundo traço, algo comum em praticamente toda a nobreza da época, onde o Status era o que ditava o poder de cada pessoa, porém vale ressaltar que, Elizabeth Woodville também foi umas das rainhas mais econômicas de história inglesa, tendo gasto muito menos do que suas antecessoras e predecessoras.
      Agora, sobre a aparência, a única descrição de Elizabeth, é que ela era “muito bonita”, não é falado sobre sua cor de cabelos ou olhos, embora a grande maioria dos historiadores acredite que ela tenha tido o cabelo arruivado, e que foi daí que os Tudor herdaram esse traço, afinal Edward IV, seu marido, possuía cabelos castanhos.
      É verdade que, tanto Elizabeth Woodville, quanto Ana Bolena foram duas figuras controversas da história inglesa, porém é inegável que até o presente momento o desenvolvimento da personagem Cersei, tem muito mais em comum com Ana e sua queda do que com Elizabeth de Woodville.

      Só uma pequena correção, o casamento citado por você é o do irmão de Elizabeth, John Woodville e de Katherine Neville, Duquesa de Norfolk – John tinha 20 anos na época, enquanto Katherine estava próxima dos 60. Logo, ele não era um adolescente. O mais irônico de tudo, é que Katherine sobreviveu ao jovem marido por ainda mais quatorze anos. 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s