Passeie pelas ruas da Londres do século XVII, através de vídeo ganhador de prêmio

Uma equipe composta por seis estudantes da Universidade De Montfort, em Leicester, Inglaterra, transformaram um mapa histórico em uma realista e detalhada animação 3D da Londres Tudor.

O vídeo mostra a área em torno da rua londrina de Pudding Lane, antes do grande incêndio de 1666. Embora na época do incêndio a dinastia vigente fosse a Stuart, muitas das construções e ruas locais, datavam do período Tudor. Alguns edifícios são hipotéticos, mas todas as ruas são baseadas em mapas originais da área.

Por seus esforços, a equipe De Montfort recebeu o primeiro prémio em uma competição chamada ”Off the Map”. A finalidade desta, era a produção de uma animação em 3D de um verdadeiro cenário histórico. Ela foi gerida pela British Library e os desenvolvedores de games da GameCity e Crytek.

“O efeito de neblina pairando sobre a cidade é brilhante!”, diz Tom Harper, juiz do evento e curador da Biblioteca Britânica. “Uma grande atenção tem sido dada aos principais aspectos de Londres, completos com os caixilhos das janelas brilhando, até outras pistas atmosféricas.”

Abaixo explicaremos o que foi o grande incêndio de Londres e quando ocorreu. No entanto, antes deixaremos o vídeo para que o leitor tenha um vislumbre de uma das maiores metrópoles do mundo, em meados do século XVII. O tour começa a partir dos 0:50 segundos.


– O que foi o grande incêndio de Londres?
londons-burning-pos-467101O grande incêndio de Londres, foi um dos mais famosos incidentes da capital inglesa. Ele começou na noite do dia 02, durando até o dia 05 de Setembro de 1666. Ele foi a segunda tragédia a atingir a cidade em um espaço de 12 meses. Uma vez que a cidade estava recuperando-se da grande praga, os habitantes tiveram que fugir dela mais uma vez – desta vez, não como resultado de uma doença, mas de uma falha humana. O Grande Incêndio de Londres, mudaria para sempre o panorama desta cidade.

O fogo começou na rua de Pudding Lane, no domingo, por volta de 1 hora da manhã, em uma padaria propriedade de Thomas Farriner greatfire_2232475b(um padeiro do rei Charles II), devido ao fato de sua encarregada não ter conseguido colocar para fora os fornos no final da noite. O calor gerado por eles, causou faíscas que inflamaram a casa de Farriner, que era essencialmente composta por madeira. Ao inicio do incêndio, a empregada em pânico, tenta sair do prédio, mas em vão. Ela foi uma das poucas vítimas do fogo, que devastaria parte da Londres Tudor. Uma vez iniciado, o fogo espalhou-se rapidamente. A Londres deste período, era basicamente construída em madeira, e com a sequência do clima de verão em setembro, ela tornou-se muito seca. As casas da cidade eram muito próximas umas das outras e não havia nada efetivo para controlar um incêndio. Deste modo, os ventos fortes espalharam as chamas e o estrago foi feito.

_48208120_fire_466ch4Logo Londres encheu-se de fumaça. O céu tornou-se rubro com as enormes chamas de fogo. Na segunda-feira, 300 casas já haviam queimado.

Aqueles que podiam sair da cidade o fizeram. Muitos reuniram-se em brejos próximos, como Hampstead. Lá eles estariam seguros, mas também tiveram uma boa visão da destruição do incêndio.

O calor gerado pelo fogo foi tão grande que derreteu o telhado de chumbo na antiga Catedral de St Paul. Muitos pombos perderam suas vidas, uma vez que se recusaram a deixar seus ninhos, tendo a pena de suas asas queimadas, tornando-os impossibilitados de voar. No entanto, tirando os estragos com a cidade e outros pormenores, a taxa de mortalidade foi notavelmente pequena: especulam que de cinco à dezesseis pessoas morreram¹ .

great-fire-cott.pngO maior medo das autoridades locais, foi que o fogo pudesse atravessar o rio Tamisa rumo ao sul da cidade. No entanto, o vento soprou e os ajudou. Os ventos, que haviam ajudado com a propagação do fogo, viraram-se rumo ao local que já havia sido queimado. Uma vez que o fogo não tinha mais nada que o alimentasse, ele cessou. Outro fator que colaborou com o término do incêndio, foi uma manobra realizada pelo Almirante da Marinha inglesa. Ele resolveu explodir algumas casas no trajeto das chamas. A esperança era que, ao fazer isso os escombros criariam um espaço para interromper a propagação do incêndio de casa em casa, e juntando isso com os ventos soprando em direção contrária, o fogo cessou completamente.

paintings-great-fire-of-london-Google-Search
Cidade de Londres em meados de 1660, antes do grande incêndio.

Como resultado, cerca de 430 acres, o equivalente à 80% da cidade propriamente dita, foi destruída pelo Grande Incêndio de Londres, incluindo 13.000 casas, 89 igrejas e 52 edifícios corporativos. Além desses locais, muitas ruas e redutos associados à Grande Peste, pereceram – um aspecto positivo, pois evitaria que a peste se alastrasse novamente em grande quantidade. O Fleet, um “afluente”que fluía para o Tamisa, nada mais era que um esgoto a céu aberto, associado à doença e a pobreza. O incêndio ferveu a água do local, esterilizando-a. Deste modo, o fogo fez com que as autoridades da cidade fizessem um plano de reconstrução para a mesma, mudando para sempre a cara da cidade.

Índice:
1 – ”No entanto, tirando os estragos com a cidade e outros pormenores, a taxa de mortalidade foi notavelmente pequena: especulam que de cinco à dezesseis pessoas morreram¹”
: As fontes divergem sobre o número de vítimas, sendo necessário ter em mente que, cidadãos indigentes ou muito pobres, não eram contabilizados.

FONTES:
Telegraph.co: 
AQUI – [3d animation: see London as it looked befores the Great Fire]. Acesso em Agosto de 2016.

Joe Dempsey Youtube: AQUI – [Pudding Lane Productions, Crytek Off The Map]. Acesso em 2016.

Open Culture: AQUI – [Prize-Winning Animation Lets You Fly Through 17th Century London]. Acesso em 2016.

History Learning Site: AQUI – [The Great Fire of London of 1666]. Acesso em 2016.

Luminarium: AQUI – [The Great Fire of London, 1666]. Acesso em Agosto de 2016.

cropped-fire-of-london-painting-narrow-crop.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s