Reconstrução Facial de Lord Darnley, Marido de Mary Stuart, é Revelada!

darnley.jpg
Conhecido pela própria Mary como “o mais vigoroso e melhor proporcionado homem que já vira”, o infame Lord Darnley teve seu crânio reconstruído por uma renomada equipe de cientistas escoceses.

Henry, Lord Darnley (1545-1567), que casou-se com Mary Stuart em 1565, era conhecido por polêmicas como seu vício com bebidas e seu envolvimento no assassinato do secretário particular da Rainha, David Rizzio, antes deste ser assassinado, menos de dois anos após seu matrimônio.

Ele foi enterrado na Vala Real da Abbey Church em Holyrood, mas seu túmulo foi invadido entre 1776 e 1778 e dois supostos crânios de Darnley foram parar em dois locais diferentes, um na Universidade de Edimburgo e outro, no Royal College of Surgeons em Londres.

Na tentativa de resolver o grande mistério sobre qual destes dois crânios seria o verdadeiro, a Universidade de Edimburgo contratou os serviços do renomado Centro de Anatomia e Identificação Humana de Dundee. Em seguida, a estudante de 23 anos, Emma Price, assumiu o projeto como parte de seu mestrado (que foi oferecido em conjunto pela CAHID e Duncan de Jordanstone).

Até então, ninguém sabia qual dos crânios era o verdadeiro, um questionamento que tornou-se mais difícil uma vez que o crânio londrino foi destruído na blitz. No entanto, Price passou meses comparando ambos os crânios com retratos pintados durante a vida de Darnley. Felizmente, imagens detalhadas do crânio destruído permanecem perfeitas, assim como as medições precisas, realizadas pelo Dr. Karl Pearson, em 1928.

Ela descobriu que o crânio de Londres é genuíno, enquanto que a versão exposta em Edimburgo por 250 anos, é uma farsa.

Usando um software 3-D, ela produziu um modelo do crânio de Darnley e realizou sua reconstrução usando cera e silicone. A obra completa mostra um jovem com brilhantes olhos azuis, cabelos castanhos claros e uma estrutura facial que carrega forte semelhança com o homem dos retratos do século XVI.

darnley4-large_trans++1DujuffDnVkYWS3aXLVehbd9uv0LEJtKrqF65QxITWk
Crânio de Edimburgo.

“As características do retrato, tais como as sobrancelhas muito arqueadas e testa inclinada, levaram-me a concluir que o crânio de Edimburgo não resistiria ao escrutínio, uma vez que o de Londres combinava” – disse a srta. Price, que está conduzindo seu mestrado em Arte e identificação facial forense.

“A partir da análise que fiz, podemos dizer que o crânio de Edimburgo definitivamente não é de Darnley. No entanto, eu produzi uma reconstrução craniofacial do outro crânio, apresentando uma escultura em 3d de como Lord Darnley teria parecido-se antes de sua morte prematura […] Diziam que Darnley era muito bonito. Ele tinha mais de 1,80 de altura, o que teria sido altamente incomum para o período”.

“O que é interessante, é que em um período onde figuras Protestantes e Católicas eram retratadas tanto como heróis quanto como vilões (dependendo de quem fosse o escritor que as abordasse), Darnley era universalmente odiado. As pessoas o vilipendiaram por sua arrogância, bebedeira e promiscuidade.”

Darnley (Henry Stuart), que foi descrito pelos cortesãos de Mary como persistentemente arrogante, embriagado e petulante, foi assassinado com apenas 21 anos de idade, oito meses após sua esposa dar à luz a seu filho, o futuro James I e VI (da Inglaterra e Escócia).

Em 9 de Fevereiro de 1567, seu corpo foi descoberto nas redondezas de Kirk o’ Field, Edimburgo, em uma casa de dois andares a pouca distância de Holyrood, onde Mary o havia instalado para curar-se da varíola. A casa foi abalada por duas explosões, após dois barris de pólvora terem sido colocados em uma pequena sala sobre os aposentos de Darnley.

darnley2-large_trans++mAyDNfC2D5kyuYe1cGWE5mGZiP1376NFrOWd7gEPxmU
Crânio de Londres.

Seu cadáver e o de seu criado William Taylor (vestidos em trajes de dormir), foram encontrados no pomar das redondezas, rodeados por um manto, um punhal, uma cadeira e um casaco. Uma vez que os corpos pareciam ilesos pela explosão, determinou-se que os dois homens haviam sido estrangulados enquanto tentavam fugir das ruínas fumegantes do local.

Rapidamente as suspeitas da morte de Darnley recaíram-se sobre Bothwell, a quem Maria mais tarde desposaria – sendo um dos principais fatores que ocasionariam sua queda.

Uma equipe convocada pela Royal Society of Edinburgh para examinar o assassinato de Darnley com métodos modernos de investigação, chegou à conclusão de que Maria não estava envolvida no trágico assassinato de seu marido.

Este ano, o trabalho da srta. Price será uma das exibições da Masters Show que abrirá da faculdade Duncan of Jordanstone este final de semana, indo até o domingo do dia 28 de Agosto.

Para mais informações, acesse o site da Duncan of Johnstone College of Art & Design: AQUI.

Veja também a reconstrução facial de Mary Stuart: AQUI.

mary_queen-large_trans++rnykcIhNBTQGIhNzmTaT-XxqM0V4b1rFH28UIJV2_yI-large_trans++qVzuuqpFlyLIwiB6NTmJwfSVWeZ_vEN7c6bHu2jJnT8.jpg


FONTES:
Telegraph.co.uk: AQUI.

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s