O casamento de Henrique VIII e Catarina Howard e, a execução de Thomas Cromwell

O dia 28 de julho de 1540 foi um dia muito importante, tanto para o reinado do Rei Henrique VIII, quanto na história em geral; pois foi o dia em que o ministro do rei e vice-regente em assuntos espirituais, Thomas Cromwell, foi decapitado publicamente na Torre Hill, sub acusação dos crimes de traição e heresia. Neste mesmo dia, Henrique se casou pela quinta vez, tomando como sua consorte Catarina Howard, uma das Damas de Companhia de sua ex-consorte, Ana de Cleves. O rei já contava com quarenta e nove anos e sua nova esposa tinha entre dezesseis ou dezessete anos.

É intrigante para muitos historiadores quais foram as razões por trás da queda abrupta de Cromwell, no verão de 1540. Como foi que o homem mais poderoso do reino, depois do próprio rei, – que tinha sido elevado à aristocracia em abril, quando Henrique o havia concedido o título de conde de Essex -, caiu tão de repente e perdeu seu poder e influência? As opiniões dos historiadores divergem sobre os motivos. Talvez em razão das crenças religiosas de Cromwell – que o levaram ao crescente conflito com o rei conservador -, ou, se foi por seu papel como um bode expiatório para o malfadado casamento do rei com Ana de Cleves. Ou, talvez por todos esses fatores, somado as manobras de facções na corte que teriam sido responsáveis por sua espetacular e súbita queda.

execução
Cena da execução de Thomas Cromwell na série “The Tudors”

É impossível saber ao certo o que causou a queda de Cromwell. Possivelmente, as circunstâncias estavam fora de seu controle. Em 1539 ele tinha, junto com Henrique, projetado um casamento para o rei, depois da morte de sua terceira esposa, Jane Seymour, com Anne de Cleves. O casamento com Anne  foi particularmente importante para firmar uma liança entre a Inglaterra com os protestantes príncipes alemães. Este casamento foi arranjado principalmente para proteger a Inglaterra de uma aliança franco-imperial hostil, vista como potencialmente prejudicial para a segurança da Inglaterra.

No entanto, esta ameaça não se materializou, e Henrique não consumou seu casamento com Ana, não necessariamente porque ela era feia (um mito persistente que existe em meio as muitas lendas sobre suas seis esposas), mas porque ele acreditava que ela era casada com outra pessoa; uma questão cultural que pode tê-lo impedido de consumar a união.

cena de execução 02É provável que Henrique tinha se apaixonado por Catarina Howard quando ela chegou a Corte, no outono de 1539.  Ele a escolheu entre outras donzelas para servir a nova rainha, e foi relatado ao para a avó de Catarina, a duquesa de Norfolk, que o rei tinha “criado uma fantasia” com ela a partir do momento em que a viu. Esta paixão pela Dama de Companhia de sua esposa pode ter agravado as dificuldades em seu relacionamento com a Rainha Ana. Seja qual for o caso, no início do verão de 1540, Henrique estava determinado a anular seu casamento com Ana e substituí-la pela jovem Catarina, e Cromwell foi escolhido como um bode expiatório para o fracasso humilhante deste quarto casamento do rei.

Em 10 de Junho de 1540, Cromwell foi preso em uma reunião do conselho e encarcerado na Torre de Londres. Um decreto de proscrição foi introduzido contra ele na Câmara dos Lordes e uma semana depois, Cromwell foi acusado de apoiar anabatistas (uma seita radical do protestantismo), deixando de cumprir a Lei de seis artigos, e até mesmo supostamente conspirando para se casar com Lady Maria, a filha mais velha de Henrique VIII. Cromwell implorou ao rei por misericórdia em uma série de cartas desesperadas, mas nenhuma delas obteve sucesso. Ele foi condenado à morte sem julgamento e no dia 28 de julho, foi decapitado na Torre Hill. O cronista eminente Tudor, Edward Hall escreveu sobre o final de Cromwell dizendo que:

“Muitas pessoas religiosas lamentavam, mas muitas mais se alegraram, e especialmente os que haviam sido homens religiosos, ou favorecidas; eles banqueteavam e triunfaram juntos naquela noite, muitos desejando que aquele dia tivesse acontecido sete anos antes; e alguns temendo que ele pudesse escapar (embora ele estivesse preso), não conseguiam ficar felizes. Outros que conheciam um pouco melhor, lamentaram e sinceramente oraram por ele.”

fab4e19cab07674f7c42e355bd4c1f7a
Henrique VII e Catarina Howard na série “The Tudors”

O rei mais tarde veio a se arrepender muito pela perda de Cromwell, denominando-o “o servo mais fiel que ele já teve”. Ele acusou seus ministros de trazer o fim sobre Cromwell por falsas acusações. Mas o rei não sentiu nenhum desses arrependimentos no dia da morte de Cromwell, pois ele estava ocupado se casando com Catarina no Palácio de Oatlands.Embora um cronista espanhol anônimo tenha escrito provavelmente uma década mais tarde, que houve grande júbilo e comemorações na corte, o casamento, na verdade, parece ter sido muito discreto, bem como os casamentos de Henrique com Ana Bolena, Jane Seymour e, mais tarde, Catarina Parr.

Onze dias depois, em 8 de agosto, Catarina Howard foi apresentada publicamente como rainha pela primeira vez. Ela não poderia ter imaginado na época, mas ela havia dado seu primeiro passo para a tragédia final de sua jovem vida.

Fonte: http://conorbyrnex.blogspot.com.br/2014/07/28-july-1540-katherine-howards-marriage.html?m=0

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s