A cama que gerou uma Dinastia

Imagem

Esta cama de madeira esculpida com dossel, possivelmente, foi a cama que Henrique VII e Elizabeth de York, utilizaram durante parte do reinado do soberano, como o primeiro monarca Tudor. Ela tem um valor estimado de 20 milhões de Libras.
Feita com madeira de carvalho e entalhada com ornamentadas inscrições da bíblia, esta cama foi vendida em leilão, por apenas £2200, após ser despejada em um estacionamento de um hotel em Chester. Porém, a cama agora, é considerada uma das mais valiosas peças de mobiliário histórico na Inglaterra, após ter sido identificada como, a cama que pertenceu a Henrique VII.

O impressionante móvel, foi criado para o casamento do primeiro Rei Tudor e sua esposa, Elizabeth de York, no dia 18 de janeiro de 1486, de acordo com o jornal The Sunday Times.
É altamente provável, que o filho do casal, Henrique, tenha sido concebido nesta cama, ou seja, ela possui uma ligação física com o início da Dinastia Tudor.

Nascido no Palácio de Greenwich, em 1491, Henrique VIII foi o terceiro filho (em ordem de nascimento) e segundo filho homem, de Henrique VII e sua esposa. Apenas três de seus seis irmãos, sobreviveram à infância; e ele sucedeu seu pai ao trono, após sua morte em 22 de abril de 1509. Sob o reinado de Henrique VIII, a Inglaterra seguiu rumo ao protestantismo e separou-se de Roma.

Jonathan Foyle, diretor executivo da World Monuments Fund Britain, disse: “Esta cama pertenceu a Henry VII. É a peça de mobiliário mais importante na Inglaterra.” Ele acrescentou: “Até mesmo a cadeira de coroação em Westminster, tem menos a dizer do que isto”. Os especialistas acreditam que Henrique VII, pode ter conseguido a cama, durante uma excursão Real, após o nascimento de seu primeiro filho, Arthur.
cama2

Mais de cinco séculos depois, foi encontrada desmontada e despejada no Parque de estacionamento do hotel Redland em Chest, que estava sendo transformado em conjuntos de moradia.

Mais tarde, foi comprada em leilão por Ian Coulson, um restaurador de camas de dossel, onde foi descrita como sendo ‘vitoriana’.
Em 2010, o Sr. Coulson chegou ao Sr. Foyle, com uma suspeita de que a cama, era na verdade, a única cama Tudor sobrevivente, e Sr. Foyler concordou.

Desde então, o Sr. Foyle vem tentando provar as raízes históricas do artefato. Ele traçou sua origem, por volta de 1495, quando Henrique VII foi para Lathom em Lanchashire, para visitar a família Stanley, que havia o ajudado com a vitória na batalha de Bosworth, em 1485.

Ele também descobriu, que a cama apresenta uma inscrição da Bíblia de Mateus de 1537, a leitura é a seguinte: ”O espinho da morte é o pecado. A força do pecado é a lei”, que foi adicionada em 1547, quando a Inglaterra teve um monarca protestante.

Enquanto isso, o diário de um restaurador de móveis vitorianos, sugeriu que a cama estava em Lathom quando foi danificada durante um cerco, em 1644. Sr. Foyle disse ter provado que o item não foi obra de vitorianos revivalistas, refletindo sobre a crença Tudor, de que eles ”Haviam sido escolhidos por Deus, para salvarem a Inglaterra da guerra civil”.

Ele disse que a cabeceira, mostrava Henrique VII e Elizabeth de York, como Adão e eva transmutado em cristo e acrescenta: ”É, sem dúvida, o berço da Reforma inglesa”.

cama4
”Olhe como o Rei e a Rainha, representam-se como manifestações de Cristo e de Maria; em poucas palavras, é o complexo de Deus de Henrique VIII”.

O Sr. Foyle é apoiado por outros especialistas, como Diarmaid MacCulloch, professor de História da Igreja na Universidade de Oxford, que considere a redescoberta ‘extremamente importante’.

A cama, não é o único artefato Real histórico a ter sido descoberto abandonado ou escondido na Inglaterra.
No ano passado, o esqueleto com cicatrizes de batalha de Ricardo III, foi descoberto por arqueólogos em um estacionamento em Leicester. E no início deste ano, os exploradores encontraram um pedaço de uma pélvis que pode pertencer a Alfredo, o Grande, no terreno de Hyde Abbey em Winchester.

A cama esteve em exibição em locais como o Castelo de Auckland em Bishop Auckland, no Condado de Durham.

cama1

cama3
FONTES:
DailyMail: AQUI.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s