Saga William Shakespeare: Nascimento e primeiros anos – Parte I

Imagem

Em comemoração dos 450 anos do maior dramaturgo que já vimos, resolvemos criar a saga William Shakespeare, dividida em poucas partes, apenas para entendermos melhor a vida deste grande nome do período Tudor.

William Shakespeare, nasceu em uma pequena cidade inglesa chamada Stratford upon Avon, localizada há 103 milhas a oeste de Londres, dividida entre uma estrada rural e o rio Avon. Sua data de nascimento é alvo de grandes debates, pois naquele período, os registros e certidões de nascimento fora da nobreza, não existiam. Muitos historiadores e biógrafos de sua vida, atribuem que a data mais aceitável tenha sido domingo, dia 23 de Abril de 1564, três dias antes de seu batismo. Essa teoria surgiu, devido ao fato de que no período Elizabetano, as mortes de recém nascidos eram muito comuns, então de acordo com o livro de orações inglês, era necessário que o bebê fosse batizado 3 dias após seu nascimento, a menos que os pais tivessem uma desculpa legítima para impedir o ato. Como Dennis Kay propõe em seu livro ”Shakespeare”:

”Se Shakespeare realmente nasceu no domingo, dia 23 de abril, próximo ao dia da festa de São Marcos no vigésimo quinto dia do mês (terça-feira), é algo que pode muito bem ter sido viável, afinal, conforme sugerido, o dia de São Marcos, foi considerado um dia de mau agouro, pois foi uma das datas remetentes à Reforma, quando os altares e crucifixos costumavam serem envoltos em panos negros, e alguns reivindicaram terem visto no adro da igreja, o espírito daqueles condenados que morreram naquele fatídico ano…”

Acreditam que ele tenha nascido na propriedade de seu pai em Henley Street.

Família:

William foi filho de John Shakespeare, um antigo comerciante de couro originário de Snitterfield,  que tornou-se proeminente após atuar em cargos públicos, como vereador e oficial local (cargo este, equivalente ao de um prefeito moderno). No entanto, os registros indicam que eles faliram em algum momento no final dos anos 1570. Sua mãe foi Mary Arden, filha de ricos fazendeiros e herdeira de terrenos latifundiários locais.
Mary e John tiveram no total 8 filhos (em ordem de nascimento):
Joan
Margaret
William
Gilbert
Joan
Anne
Richard e
Edmund

Embora tenham tido muitos filhos, muitos deles morreram, como por exemplo, as duas irmãs mais velhas de William, de peste negra. O nome Joan, foi então novamente usado para a nova filha que nasceria no futuro. William então, acabou sendo o mais velho filho sobrevivente de seus pais. A família de William era de fé católica romana.

Batismo:

O registo batismal da Igreja Paroquial da Santíssima Trindade, local onde William foi batizado em Stratford, mostra a seguinte entrada em latim, para 26 de Abril de 1564 : Gulielmus filius Johannes Shakespeare. 

Considerando o que foi mencionado acima, se William de fato nasceu em 23 de Abril, ele teria nascido no dia de São George, uma importante data na Inglaterra, considerando que este foi o santo padroeiro do país.

Nunca saberemos com certeza, qual foi o dia exato de seu nascimento, porém, se ele de fato nasceu em 23 de Abril, Shakespeare teria nascido no mesmo dia do mês em que morreu, sem dúvida, esta característica, deixa sua figura muito mais interessante e envolvente, assim como suas obras.

Educação e escolaridade:

Não sabemos muito sobre sua infância, o jovem William parece ter sido um bom aluno, e cresceu na cidade onde nasceu.

Estudiosos apontam, que ele fez parte de uma privilegiada escola livre chamada New King’s School em Stratford, por volta de 1553, há cerca de um quarto de milha de sua casa. Lá, ele teria aprendido a ler e escrever em latim e grego clássico, uma característica que vemos refletida em algumas de suas obras. Escolas secundárias, variavam na sua qualidade de ensino durante o período elizabetano, porém, suas cartilhas de gramática eram muito semelhantes. O texto básico em latim, foi padronizado por decreto real, e a escola teria proporcionado uma intensiva educação na gramática, com base em autores clássicos.

Sendo filho de um funcionário público, William certamente, teria classificado-se para ensino gratuito. Seu domínio em línguas clássicas, sugerem que sua base educacional foi sólida. O que é certo, é que William Shakespeare nunca procedeu à escolaridade superior, o que tem contribuído para o debate sobre a autoria de suas obras, ou até mesmo se ele foi de fato a cabeça pensante por trás delas.

 

FONTES:
Tudor History, shakespeareonline, shakespeare.org.uk, literarygenius.

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Julie Cap disse:

    obrigada por contar um pouco sobre a historia do maior e mais querido dramaturgo de todos os tempos!

    1. Tudor Brasil disse:

      Imagina, Julie. Seja bem-vinda!
      Precisamos mesmo terminar logo essa saga… 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s