Carta de amor escrita por Catarina Howard a seu amante Thomas Culpeper

kathryn-howard1
Esta é a única carta conserva atribuída à Catarina Howard, quinta esposa de Henrique VIII. Foi escrita na primavera de 1541 a seu suposto amante, Thomas Culpeper, oito meses após casar-se com o monarca inglês. A jovem Catarina estava profundamente apaixonada por este homem. Lady Jane Bolena (viúva de George Bolena) querendo agradar e distrair sua senhora, não poupou esforços em proporcionar a Rainha a ocasião perfeita de desfrutar este affair que seu coração tanto desejava. A dama de companhia aproveitando sua natural aptidão para o lenocínio, dedicou-se a promover visitas escondidas de Culpeper para a jovem rainha. O ambicioso Culpeper, objeto de adoração de Howard, não estava convencido no início; porém no final, triunfou o desejo que também sentia por Catarina. As visitas ocorridas, foram de uma intensidade e nervosismos extremos!

Após a queda e desgraça de Catarina, Culpeper foi um dos homens acusados de cometer adultério com a Rainha. Adúlterio na Inglaterra Tudor era considerado traição, e Culpeper foi executado (junto a Francis Dereham, que foi amante de Catarina antes de chegar à Corte). Culpeper tratou de salvar-se alegando que havia estao com Catarina, unicamente porque a jovem Rainha estava ”morrendo de amores” e não deixava que ele abandonasse a relação. Catarina por seu lado, alegou o contrário, disse a seus interrogadores que ele pedia incessantemente para encontrar-se com ela, que sentia muito medo em dizer não. No entanto, a carta afirma claramente a versão dos fatos contada por Culpeper.

Catarina não recebeu a mesma educação que as outras esposas de Henrique VIII, embora sua capacidade de ler e de escrever fosse impressionante para uma mulher de sua época. O documento é transcrito aqui como originalmente foi escrito, e os erros gramaticais são da própria Catarina.

Carta original.
Carta original.

Senhor Culpeper,

Vos rogo- disse – que me envieis para dizer-me como se encontra.
Me disseram que estavas enfermo, e jamais desejei tanto algo como vê-lo.
Meu coração morre só de pensar que não posso permanecer para sempre em vossa companhia.
Venha quando Lady Rochford estiver aqui, pois sim será mais fácil que eu esteja às vossas ordens.
Vos agradeço que tenha prometido ajudar a este pobre homem, meu criado, já que, se ele for embora, não atreverei-me a enviar recado por nenhum outro.
Vos rogo para que dê-lhe um cavalo, pois eu não pude conseguir um para ele; portante mande um para ele; e com isto me despeço, esperando vê-lo em pouco tempo.
Quem me dera estar agora com vós, para que possas ver o trabalho que custa-me escrever-te.
Vossa enquanto dure a vida,
Catarina.

*Esqueci de dizer-lhe uma coisa, fale com meu servo, e diga para ficar aqui, pois ele disse que fará o que vós ordenais.

Antes de morrer no cadafalso em 13 de Fevereiro de 1542, Catarina pronunciou as seguintes palavras:

”Irmãos! Juro pela jornada que irei fazer agora, que nunca faltei com o Rei. Agora, é verdade que antes do Rei apaixonar-se por mim, eu já amava a Culpeper, e gostaria que tivesse concordado com o que ele me pediu para fazer, pois quando o Rei quis tornar-me sua, Culpeper queria que eu dissesse que estava comprometida a ele. Se eu tivesse feito isto, ele não sofreria agora esta morte, nem sequer algo parecido. Além disso, tê-lo como marido já me faria dona do mundo; mas a ânsia pela grandeza cegou-me e creio que a culpa é minha, meu sofrimento é justo. Minha maior dor, é que Culpeper tenha tido que morrer por minha causa.”

executioncFONTES:
Los líos de la corte: AQUI.
Conheça também a página do Facebook do blog Los líos de la corte: AQUI.

Anúncios

3 comentários Adicione o seu

  1. Henrique VIII deveria ser presidente da República aquí no Brasil.Acabaria com todos os corruptos na pena de morte, né não?????
    Mary Tapioca de Freitas

    1. tudorbrasil disse:

      De fato!rsss…
      Mas pobre Catarina, tenho pena dela, tão jovem…

      1. Vitória disse:

        Ela era apenas uma criança. Um tanto inconsequente, sim, mas ainda uma criança. Ela foi seduzida pela grandeza e injustamente morta. Que ela não tenha sofrido muito e que Henry arda até hoje no Inferno.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s