William Sommers – O bobo da corte Tudor de Henrique VIII

Imagem

William, ou apenas Will Sommers foi o bobo da corte de Henrique VIII ou Bobo do Rei (em inglês: Jester of the King). Nascido em Shropshire, Sommers chamou a atenção de Richard Fermor, um comerciante de Calais, que o levou a Greenwich em 1525 para apresenta-lo ao rei. Impressionado com senso de humor Sommers, Henrique prontamente ofereceu-lhe um lugar na corte. Ele logo ascendeu nas graças do Rei, cujo sua liberalidade é atestada pelas contas da casa real.

Sommers estava na corte Tudor, não apenas para divertir o Rei, papel tradicional de um bobo da corte ou “tolo” – mas também atuou como o confidente, espião e conselheiro do Rei. A tarefa incorria imensos riscos, Henrique VIII era um autocrata perigoso, como vários de seus ministros viriam a descobrir, pois quando cruzavam seu caminho, terminavam no patíbulo rumo à execução.

Apenas 1 dos 5 bobos, porém o mais leal ao Rei:

Em teoria um bobo, quando nas graças do Rei, possuía um cargo quase político dentro da corte, caso de Sommers, que tinha a licença para ser tão insolente e indiscreto como Henrique gostava. Era ordenado que ele fosse tão respeitado quanto importantes figuras como bispos, cardeais ou nobres.

Sommers não era o único bobo da corte de Henrique, haviam pelo menos mais quatro, porém nenhum era tido como tão talentoso ou genial. Na divertida companhia de Sommers, Henrique podia esquecer por um momento seus problemas e questões importantes. Sommers poderia improvisar versos e rimas para um espectáculo ou para a companhia do Rei, não importava a ocasião, ele tirava de letra a missão de fazer o carrancudo rei Tudor sorrir.

Ele possuía um verdadeiro arsenal de rimas, poesias, canções, deboches, piadas, charadas e trocadilhos inteligentes e cativantes que hipnotizavam  todos à seu redor. Seja com danças, mímicas, acrobacias ou bajulações ao Rei com seu famoso humor negro, ele sempre conseguia despertar na corte, o lado das ruas Tudor, cheio de críticas políticas bem estruturadas.

Will Sommers e o Rei.
Will Sommers e o Rei.

Como outros bobos, Sommers gozava de direitos e privilégios que nem os conselheiros ou membros da corte poderiam pensar em receber. Ele foi autorizado a sentar-se à mesa de jantar real e participar da conversa. Ele poderia tagarelar sobre os delitos de arcebispos e outros clérigos altamente colocados, e com exceção de suas vítimas, a maioria dos presentes à mesa o consideravam como parte do entretenimento.

Houve porém, um lado mais sério deste bobo da corte. Sommers às vezes agia como informante não-oficial de Henrique e neste papel ajudou a precipitar a queda do Cardeal Thomas Wolsey. Ele informou à Henrique que Wolsey acumulava ouro em sua adega no Palácio de Hampton Court.

As histórias de Sommers junto ao desagrado de Henrique com Wolsey (ele já estava em apuros por não obter para ele o divórcio de sua primeira esposa, Catarina de Aragão) culminaram com a notícia de que Wolsey estava enriquecendo em segredo. Isto serviu para derrubar o cardeal, que foi acusado de traição, porém morreu em 1530 à caminho de sua execução em Londres.

Permanecendo em serviços Reais:

Após a morte de Henrique VIII no ano de 1547, Sommers permaneceu na corte como bobo de Eduardo VI, o menino filho de Henrique e, posteriormente, para as filhas do Rei, a Rainha Maria I e  Elizabeth I. Foi dito que o bobo da corte era a única pessoa na corte que poderia fazer a melancólica Maria dar risadas. Sommers fez sua última aparição pública na coroação de Elizabeth em 15 de janeiro de 1559. Ele morreu em 15 de junho de 1560.

 

Possível Will Sommers em destaque.
Possível Will Sommers em destaque.


Curiosidades:

*Acreditam que Sommers está retratado em uma pintura Real de Henrique VIII e sua família no Palácio de Whitehall, concluída por volta de 1544-5 por um artista desconhecido (acima, destacado em amarelo).

*Ele também aparece com Henrique VIII em seu Saltério, que encontra-se atualmente no British Library.

*O escritor Robert Armin (1600) conta como Sommers humilhou Thomas, o malabarista do rei. Ele interrompeu uma das performances de Thomas transportando leite e um pão. Will pediu ao rei uma colher, o rei respondeu que não tinha nenhuma e Thomas disse-lhe para usar as mãos. Em seguida, cantou:

”Este pedaço Harry, eu dou para ti (referindo-se ao Rei)
e este próximo pedaço deve servir a mim,
tanto que comerei rapidamente.
Este pedaço minha senhora é para você
e este outro pedaço eu mesmo comerei agora
e o restante irá sob tua face!”

Ele então atirou o leite sob o rosto de Thomas que envergonhado, nunca mais retornou à corte.

*Sommers também usou sua influência para compensar um tio que havia falido por um invólucro de terra comum, ele fez um apelo sutil ao Rei.

* David Bradley interpretou Will Sommers no episódio 5 da terceira temporada do seriado da Showtime The Tudors (2009). O verdadeiro William Sommers era mais jovem que Henrique VIII.

O ''velho'' Will Sommers em The Tudors, sentado no trono real com a coroa.
O ”velho” Will Sommers em The Tudors, sentado no trono real com a coroa.

Fontes:

Suite101: AQUI.
Wikipedia: AQUI.
English Heritage: AQUI.

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Jaciara Fernandez disse:

    Acho que você confundiu terceiro episódio da quinta temporada com quinto episódio da terceira… Até porque The Tudors só teve quatro temporadas =D

    Parabéns pelo artigo!!!

    1. tudorbrasil disse:

      Confundi mesmo!rss… Obrigada Jaciara, já foi consertado! Volte sempre!=)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s