Cabelos no período Tudor

elizabethhaircover

Como eram os penteados e cabelos no período Tudor? Não se deixe enganar pela famosa série do Showtime THE TUDORS, na época, as coisas eram bem diferentes!
Assim como em qualquer outro Reino, a moda era ditada pelo Rei ou Rainha. Neste artigo, vamos ver a evolução da moda, refletida nos cabelos do período Tudor.

Exemplo da famosa testa alta em Elizabeth Woodville e o capelo do início do período em Elizabeth de York.
Exemplo da famosa testa alta em Elizabeth Woodville e o capelo do início do período em Elizabeth de York.

Início do período Tudor…
No início e meio do período Tudor, as mulheres não costumavam cortar os cabelos, significando que a maioria da população feminina possuía os cabelos bastante longos. O código de vestuário do início do período, dizia que as mulheres solteiras poderiam deixar seus cabelos soltos, porém as casadas deveriam esconder seus cabelos sobre longos capelos ingleses, também conhecidos como ”capelos de empena” (possuía este nome por sua estrutura assemelhar-se a de um telhado).
Se uma mulher casada andasse com seus cabelos soltos, isto passaria uma falsa ideia de insinuação, devendo por este motivo ser proibido.
Elizabeth de York, mãe de Henrique VIII usa o capelo longo em seu retrato mais conhecido.

Uma outra, porém igualmente interessante ”moda” deste período e do que o antecedeu, eram as testas altas. Era elegante uma mulher com uma testa ampla, sendo assim, muitas mulheres no período chegavam a retirar parte do cabelo de sua cabeça para dar a ilusão de uma testa maior. Além do mais, era moda que o capelo cobrisse a cabeça, então era conveniente que seu cabelo estivesse longe do rosto, consequentemente de sua testa.
O maior exemplo que temos desta prática, não veio do período Tudor, e sim da mãe de Elizabeth de York, Elizabeth Woodville, em seu retrato podemos ver que o cabelo da parte da frente de sua cabeça está claramente longe de sua face.

anaecatarina
Meio do período Tudor…
Do início para o meio do período, poucas coisas mudaram. A moda ”capilar” permaneceu praticamente a mesma, com a exceção de que na época, os capelos já não eram tão longos e outros modelos deles, vindos de todos os cantos do continente, foram introduzidos ou utilizados como inspirações para novos modelos, como por exemplo, o francês.

As mulheres continuavam a cortar pouco seus longos cabelos, e historiadores dizem que tanto Catarina de Aragão quanto Ana Bolena, possuíam cabelos tão longos que terminavam um pouco antes do joelho, em suas pernas e que ambas, poderiam sentar-se sobre eles.

O código de vestuário manteve-se o mesmo do início do período, quando solteiras as mulheres podiam deixar seus cabelos soltos, pois estes significavam sinal de pureza e virgindade. Ao se casarem as mulheres deveriam então escondê-los sobre os capelos. No entanto, haviam suas exceções, durante seu casamento a mulher poderia manter seus cabelos soltos, no caso da realeza, as mulheres no dia de suas coroações poderiam fazer o mesmo, como por exemplo Ana Bolena e sua filha Elizabeth Ique o fizeram nestas ocasiões.

O penteado usado abaixo do capelo era simples, o cabelo era partido ao meio e preso sob um coque, ou as vezes solto; este penteado tornou-se conhecido atualmente, pelo famoso retrato de Ana Bolena, no qual seus longos cabelos são cobertos por um capelo francês, deixando escapar a parte da frente, na qual podemos vislumbrar parte de seu penteado (acima).

elizabethanhair

Período Tudor Elizabethano…
No período Elizabethano houve uma mudança drástica na moda, tanto do vestuário, quanto dos cabelos; eles ficavam praticamente o tempo todo presos sobre ornamentados penteados, e os famosos capelos do início e meio do período, foram terminantemente abandonados (apenas alguns capelos simples eram usados por trabalhadores). O ato de depilar o alto da testa voltou, e era elegante e bonito, que uma mulher possuísse uma testa bem alta; Elizabeth I, era conhecida por sua testa alta. Alguns chapéus, boinas e adereços capilares também passaram a ser utilizados.

Devido as enormes golas do período, usar o capelo ou deixar o cabelo solto, passou a ser uma prática inviável, pois a gola as vezes era tão grande, que chegava até a cabeça.
Com o cabelo preso e à mostra, ele passou a fazer parte do visual do período, tornando-se um tipo de acessório para a mulher. Existem inúmeros tipos de penteados no período Elizabetano.
Os cabelos lisos também foram abandonados e os outrora tão pouco comentados cabelos encaracolados, tornaram-se um dos muitos símbolos do período.

Vamos agora ler sobre os tipos de cabelos:

Lisos:
Eram famosos no início e meio do período, pois, por baixo dos capelos, era importante que a mulher tivesse cabelos sedosos, lisos e bem cuidados. O cabelo encaracolado não tinha vez e algumas mulheres usavam ferro quente para alisá-los. Ana Bolena foi conhecida por ter longos, negros e volumosos cabelos lisos, no qual exibia sem pudor antes de casar-se.

Cacheados:
Foi um tipo de cabelo que apenas ganhou importância, durante o período Elizabetano.
Diferentemente de sua mãe, Elizabeth I possuía cabelos ondulados; ela orgulhava-se deste atributo e preocupava-se em mantê-los mais sinuosos, fazendo cachos com pinças de ferro quente. A rainha sempre preferiu manter seus cabelos crespos e volumosos, algo que imediatamente, tornou-se moda entre as damas na corte. Assim como antigamente, hoje em dia, muitas mulheres usam utensílios de ferro quente para conseguirem encaracolar seus cabelos. No período Tudor, as mulheres usavam pinças de ferro quente (algo como um protótipo do babyliss) para curvar seus cabelos, podendo então reproduzir o penteado da rainha.

Cabelos longos:
O cabelo longo era sinal de pureza e virgindade, portanto era o favorito a ser usado pelas mulheres no dia de seus casamentos. A noiva Tudor costumava enfeitar seus cabelos com belos tipos de flores. Franjas não estavam na moda durante o período Tudor, pois a moda ditava que a mulher deveria ter testa alta.

Cabelo curto:
Não era utilizado por mulheres, por ser este, símbolo de masculinidade e desprendimento à beleza em períodos de guerras e conflitos. Vira moda entre o sexo feminino, apenas a partir do início do século XX.

Tinturas:
O ideal de beleza no período Elizabethano era uma mulher com cabelos claros e tez pálida, complementada por bochechas e lábios corados. A Rainha Elizabeth conseguiu este ideal de beleza usando maquiagem branca e uma espécie de rouge ocre nas bochechas e lábios; porém a rainha possuía cabelos ruivos naturais que consequentemente, tornaram-se um novo padrão de beleza. Para mudar a cor de seus cabelos, as mulheres no período Tudor, usavam henna. A tonalidade loira, igualmente cobiçada, poderia ser obtida a partir de uma mistura de açafrão, sementes de cominho, celidônia e óleo. Perucas também foram usadas ​​durante o período Tudor e a rainha Elizabeth I, possuía mais de 80 exemplares em sua coleção.

tudorman
Homens:

Os homens no período Tudor (principalmente Elizabethano), muitas vezes vestiam-se tão elaboradamente quanto as mulheres e seus penteados e barbas, receberam o mesmo tipo de atenção. Os cabelos assim como as barbas dos homens, foram mantidos curtos ou até os ombros, no período Elizabethano, devido a moda da famosa gola do período. O estilo da gola projetada para os homens era geralmente mais elevada na parte de trás do que na frente e seguia a linha da mandíbula, emoldurando o rosto, complementando seus cabelos curtos.

Leia também:

A maquiagem no período Tudor

Fontes:

Six wives.info

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Helena Gouveia disse:

    Interessante 🙂 adorei!

    1. Tudor Brasil disse:

      Fico muito feliz que tenha gostado! ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s