Os símbolos e emblemas de Elizabeth I – Parte I

Imagem
Como sabemos, a era do renascimento é conhecida por seus diversos simbolismos nas obras de arte. A rainha Elizabeth I foi grande adepta a este tipo de simbologia em seus retratos, cada um levando um significado propício para um momento especial em sua vida, como veremos a seguir:

O pelicano:

Imagem
Foi um dos símbolos favoritos de Elizabeth, ela o incluía em seus retratos para simbolizar o amor incondicional que nutria por seu povo. Quando o alimento era escasso, reza a lenda que o pelicano fêmea bicava seu próprio peito para alimentar seus filhotes com seu sangue, desta forma salvando-os da morte eminente. Infelizmente no fim deste processo, a mãe vinha a falecer. Se olharmos atentamente ao retrato de Elizabeth, poderemos ver o broche de um pelicano em seu peito. Durante a idade média, o pelicano também representava o sacrifício a Jesus Cristo, que morreu na cruz para salvar a humanidade. Por isso, esse forte emblema de auto sacrifício, simboliza a soberana como mãe de sua nação protestante e seu compromisso em sempre velar por seus súditos.

A fênix:

Imagem
A fênix é uma ave mitológica do tamanho de uma águia, de plumagem vermelha com sub tons de um alaranjado e amarelo incandescentes, possuindo grande bico e garras. Tratava-se de um fabuloso pássaro que se consumia pelo fogo a cada 500 anos, dando lugar a um novo pássaro à partir de suas cinzas. Por este motivo, ele se converteu no símbolo da ressurreição, resistência e vida eterna. No retrato acima, conhecido “o retrato da fênix”, podemos ver a ave em seu medalhão preso junto ao corpete. O fato da fênix ressurgir das cinzas, faz uma clara alusão a ascensão de seu poder e longevidade.

O arminho:

Imagem
O arminho é um mamífero carnívoro da família das doninhas (Mustela Erminea), de pele parda no verão e branca no inverno, exceto em seu colarinho que possuí coloração negra. Segundo a lenda, este animal prefere morrer a sujar seu imaculado pelo, por isso é considerado símbolo de pureza. Aparece em inúmeros de seus retratos, onde também é contemplado como um símbolo de status, já que o uso de sua pele era limitado apenas a nobreza.

Fonte:
Site Los líos de la corte: AQUI.

Anúncios

4 comentários Adicione o seu

  1. Emilia disse:

    Estou adorando seus texto.Existe algum significado verdadeiro no colar com um guerreiro que a “rainha Elizabeth” usa no filme “Elisabeth Golden Age”. ?

    1. Tudor Brasil disse:

      Desculpe Emilia, mas não me lembro deste colar. Assim que assistir o filme novamente, vou dar uma olhadinha.
      Fico muito feliz que acompanhe a página e aprecie nosso trabalho. Obrigada por comentar! 🙂

  2. alex disse:

    muito bom gostei parabens

    1. Tudor Brasil disse:

      Fico feliz que tenha gostado Alex! 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s