Maria Tudor – Rainha da França

Imagem
Nome: Mary Tudor ou Maria Tudor (em português)
Nascimento: 18 de Março de 1496 – Palácio de Richmond
Casa Real: Tudor (por nascimento)
Casamentos:
Luís XII
Charles Brandon, 1 Duque de Suffolk
Morte: 25 de Junho de 1533 – Westhorpe Hall
Sepultamento: Primeiramente em Bury St Edmunds e após sua destruição, em St Mary’s Church.

Início da vida:
Maria foi a quinta filha de Henrique VII e  Elizabeth de York, e a mais jovem a sobreviver a infância. Ela nasceu no Palácio de Richmond e desde muito jovem era muito próxima de seu irmão Henrique (mais tarde Henrique VIII), que nomeou sua filha com Catarina de Aragão, a futura Rainha Maria I, em sua homenagem. Ela era conhecida por sua beleza, chegando a ser considerada ” a mulher mais linda da Inglaterra”. O embaixador veneziano descreveu-a como: ”Uma visão – alta, magra, com olhos acinzentados e dona de uma extrema palidez.” Ela possuia longos cabelos ruivos. Não era de se estranhar, que com tamanha beleza, no ano de 1507 tenha sido prometida em casamento para Charles de Castela (o futuro Carlos V imperador do sacro império romano). Seu casamento foi planejado para 1514, mas o noivado foi cancelado devido a acordos diplomáticos de Henrique VIII. Ao invés de Carlos, Maria agora estava prometida ao velho Rei Luís XII da França, um homem 34 anos mais velho que ela. Tal união, foi na realidade, parte de um tratado de paz de Cardeal Wolsey com a França.

Casamento de Maria com Luís XII.
Casamento de Maria com Luís XII.

Casamento com Luís XII:
Maria apenas aceitou casar-se com Luís XII, com a promessa de que quando ele morresse, ela poderia casar-se novamente com um homem de sua escolha. O casamento ocorreu no dia 09 de Outubro de 1514 em Abbeville, França. O rei morreu poucos meses depois, em 01 de janeiro de 1515. Vimos parte desse evento no artigo sobre Ana Bolena, entitulado Ana Bolena vai à França. Após a morte de seu marido, Maria apaixonou-se por Charles Brandon, Duque de Suffolk e grande amigo de Henrique VIII.

Casamento com Charles Brandon:
Maria foi mantida isolada dos homens durante 6 semanas no Palais de Cluny, para ver se ela estava carregando o herdeiro do trono francês. Ao saber que Brandon iria à França, para negociar seu retorno para a Inglaterra, Maria decidiu agir, e este ato precipitado causaria muitos problemas. Maria e Charles Bradon assumiram um grande risco ao se casarem secretamente na França , no dia 03 de março de 1515, sem a permissão do rei, algo que podia ser classificado como traição. Ao saber da notícia Henrique VIII ficou furioso, por sorte, seu amor por sua irmã favorita fizeram com que ele perdoasse o casal e eles estavam oficialmente casados no dia 13 de Maio de 1515 no Palácio de​​ Greenwich. Embora ela agora fosse a duquesa de Suffolk, Maria ainda era referida como a rainha francesa. O casal teve quatro filhos: Henry Brandon, Lady Frances Brandon (mãe de Jane Grey) e Eleanor Lady Brandon. Apenas Eleanor e Frances sobreviveram à infância. O relacionamento de Maria com seu irmão, Henrique VIII declinou quando ele, se apaixonou por Ana Bolena. Maria desenvolveu uma grande amizade com Catarina de Aragão, primeira esposa de Henrique, e devido aos últimos acontecimentos, passou a sentir uma forte antipatia por Ana Bolena.

Últimos dias e morte:
Maria adoeceu em 1533 e morreu em sua casa, Westhorpe Hall no dia 25 de junho de 1533, com apenas 37 anos. A causa da morte é

Maria com seu marido, Charles Brandon.
Maria com seu marido, Charles Brandon.

desconhecida, muitos dizem que pode ter sido a doença do suor malígno ou até mesmo tuberculose. A notícia de sua morte foi ofuscada pelo nascimento do filho de Henrique com Ana Bolena, uma menina, a futura Elizabeth I. Henrique demonstrou-se frio após receber a notícia da morte de sua irmã, não demonstrando qualquer sinal de luto, apenas mandou rezarem missas para ela na Abadia de Westminster. Dizem que sua morte foi mais sentida em Suffolk onde possuía maior popularidade. Seu marido não compareceu ao seu funeral, e seu caixão ficou exposto quase um mês em Westhorpe, sendo depois sepultado, no dia 22 de Julho em Bury St Edmunds.
Seu corpo foi levado para uma igreja vizinha, quando o mosteiro foi destruído durante a dissolução dos monastérios. Não muito depois, seu marido Charles Brandon casou-se  novamente, só que agora, com a noiva de seu filho, uma jovem de 14 anos chamada Catherine Willoughby, por quem mais tarde teve dois filhos.
Maria deixou um legado, sua neta Lady Jane Grey, que logo após a morte de Eduardo VI, reinaria por nove dias, sendo depois, executada.

Vídeo da tumba de Maria Tudor – Rainha da França:

Fontes:
Wikipédia: AQUI
Luminarium: AQUI

”La volenté De Dieu me suffit. (A vontade de Deus é suficiente para mim.)”
Lema de Maria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s