Higiene feminina nos tempos Tudor

ImagemA higiene nos tempos antigos é muito debatida hoje em dia, muitos ainda pensam que os Tudors não eram muito higiênicos, mas como podemos ver nos artigos anteriores sobre este tema: Higiene 1 e 2, eles prezavam não apenas por sua higiene intima, como também do lar onde viviam. Neste artigo vamos falar mais a respeito de uma dúvida muito comum entre as mulheres de hoje em dia:

Como as mulheres lidavam com a menstruação?
Segundo Ninya Mikhaila e Jane Malcolm-Davies ”Há um silêncio quase completo nos registros antigos sobre uma maneira prática de lidar com a menstruação” (pág. 24).

Traduções bíblicas datadas do século XVI (Isaías, capítulo 3, versículo 22) mencionam o uso de panos para menstruação. Nos registros de contas da Rainha Elizabeth, há registros de vallopes grandes e pequenos de linho holandês, juntamente com outros itens de linho simples (Mikhaila & Malcolm-Davies, pg. 24).

No livro ”The Tudor Sailor” eles referiam-se que o ”V” e o ”W” no inglês eram muitas vezes transpostos, fazendo com que a palavra Valopes que aparece acima, provavelmente seja uma referência a Wallops, um termo para panos esvoaçantes, que podem ter sido usados como toalhas sanitárias ou enrolado como tampões. (pág. 24).

Mas como as mulheres mantinham esses panos no lugar, considerando que elas não usavam calcinhas como conhecemos hoje!?

Novamente encontramos uma pista nas contas reais na Rainha Elizabeth, onde são listados três “gyrdelles de fustão e seda negra feitos à mão e ricamente decorados. Possivelmente eram utilizados como cinturões sanitários para prenderem os Vallopes.(pg. 24).

Edições de manuais médicos dos séculos anteriores mencionavam o uso de ”pessários médicos de sacos tosquiados de linho, lã ou seda fina contendo ervas “que eram inseridos no canal vaginal, com a conveniência de um cordão para a remoção. Algo como os tampões modernos.

Jane Seymour higienizando suas mãos no filme Henry VIII and his six wives de 1972 da BBC.
Jane Seymour higienizando suas mãos no filme Henry VIII and his six wives de 1972 da BBC.

Fonte:
Site On the Tudor Trail: AQUI

Anúncios

8 comentários Adicione o seu

  1. Dani Fuller disse:

    Tenho curiosidade sobre isso… é meio louco pensar como que ‘sobreviviam’ sem as praticidades (nem tão práticas assim) dos dias atuais ehehehee. Mas sorte tb q usavam aqueles super vestidos.. ai não tinha como marcar nada né?? E com tantos roupas por baixo.. raramente ia ‘vazar’ algo…

    Mas fico pensando como faziam para não ter/ou lidar cólicas! Essas mulheres eram heroínas eheheh

    1. tudorbrasil disse:

      Antigamente as mulheres usavam remédios naturais, como unguentos de ervas medicinais para evitarem as cólicas e desconfortos!=)

      1. Dani Fuller disse:

        aaaaah talvez funcionasse melhor que hoje então!

  2. Rayssa disse:

    Eu sempre procurei saber sobre esse assunto, mas são tão escassas as informações! As mulheres que viveram naquela época realmente merecem um olhar de admiração por tudo que tiveram que aguentar.
    P.S: Cai por terra as conspirações que Elizabeth I era hermafrodita ou até mesmo homem! (também, o que inventam!) rs.

    1. tudorbrasil disse:

      Realmente, mais um dos muitos mitos que inventam, difícil saber qual o pior, Elizabeth hermafrodita, Ana de Cleves cavala, quanta criatividade!rss…

      1. Rayssa disse:

        Seis dedos, bruxa, filha de Henrique VIII, meretriz, incestuosa… a campeã de conspirações ainda é Ana! rs

      2. tudorbrasil disse:

        Vendo por esse lado, tem razão!rss…=P

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s