Ana Bolena Parte V – A apresentação no Château Vert

Cena da série The Tudors representando um fictício encontro entre Ana Bolena e Henrique VIII.
Cena da série The Tudors, representando um fictício encontro entre Ana Bolena e Henrique VIII.

A data exata em que Ana Bolena regressou a Inglaterra para iniciar os trâmites de casamento com James Butler, assim como sua estréia na corte inglesa são desconhecidas, podemos apenas com base em fatos históricos, traçar seu passos. Começamos com um dia em que com certeza Ana estava na corte,  na noite da terça-feira de carnaval em 1° de Março de 1522, quando ela desempenhou o papel de perseverança na apresentação que ocorreu no ”Château Vert”.

Temos aqui a descrição de Edward Hall em sua Crónica, à respeito da noite de terça-feira de carnaval:

” O Cardeal Wolsey, o Rei e os embaixadores desfrutaram de um jantar seguido de um grande espetáculo na câmara que foi ricamente decorada com tochas e tapeçarias. No final da câmara havia um castelo com torres decoradas com bandeiras, uma mostrando três “Rent Hartes” (corações com espinhos), outra mostrando “a mão de uma dama segurando o coração de um homem” e a última mostrando “a mão de uma dama entregando o coração de um homem” de cabeça para baixo. Em uma das torres ocorreu uma queima de fogos, haviam também oito damas visíveis nas torres e músicos que se escondiam no castelo. Estas damas, trajando cetim branco, representavam a beleza, honra, perseverança, bondade, constância, recompensa, misericórdia e piedade, virtudes necessárias na tradição cavalheiresca. A irmã do rei, Maria Tudor Rainha da França, representou a Beleza, a condessa de Devonshire representou a Honra, Jane Parker representou a constância, Maria Bolena representou a Bondade e Ana Bolena a Perseverança. Cada dama teve a virtude na qual representava, bordada com ouro em seus vestidos. Na cabeça, usavam redes de cabelo e gorros de dourados decorados com jóias vindas de Milão. Tais mulheres dentro da descrição de Hall, eram guardadas por mais oito mulheres, estas, vestidas em trajes indianos e nomeadas como: “escárnio, perigo, desprezo, inveja, crueldade, desrespeito, língua afiada e estranheza”. Logo após, oito cavalheiros, trajando vestes de tecido dourado e mantos de cetim azul, entraram na câmara “liderados pelo desejo ardente, trajando um manto de seda carmesin com chamas de ouro”. Estes homens representavam “Amor, Nobreza, Juventude, Presença, Lealdade, Prazer, Gentileza e Liberdade” sendo o Rei, o chefe da companhia. O desejo ardente então, pediu que as damas descessem das torres, porém, o desprezo e o desdém lhes disseram para manterem seus lugares, foi quando uma disputa pelas doces virtudes se iniciou, os homens atacaram o castelo atirando laranjas e outras frutas. As virtudes defenderam o castelo com água de rosas e doces, enquanto a dama do escárnio e companhia se defendia jogando fitas. Elas então, foram obrigadas a fugir e os senhores enfim tomaram as virtudes como prisioneiras pelas mãos, levando-as para fora do castelo para dançar”.

Ao final, Hall termina descrevendo, que após a apresentação, as damas e os cavalheiros desmascararam-se e passaram a desfrutar junto ao público, um rico banquete.

Muitos acreditam graças à série “The Tudors”, que a apresentação no Château Vert foi onde Henrique VIII notou e se apaixonou por Ana Bolena, mas na realidade é improvável que ele tenha notado-a nesta apresentação. Na realidade era por Maria Bolena, irmã de Ana, por quem Henrique naquele momento estava apaixonado. Em 2 de Março de 1522, um dia após a apresentação, Henrique VIII cavalgou no torneio de justa sob um cavalo decorado com um coração ferido e o lema “Elle mon coeur um navera”ela feriu meu coração, referindo-se não a Ana, e sim a Maria, sua amante no momento.

Veja a seguir a cena da apresentação no Chatêau Vert da série The Tudors:


Notas e fontes:

* Crônicas de Edward Hall

separador

Anúncios

4 comentários Adicione o seu

  1. Raah disse:

    Já havia assistido a cena, e já sabia dessa apresentação, porém nunca havia encontrado tantos detalhes acerca do ocorrido. Quão esplêndido não seria assisti-lo? Uma máquina do tempo por favor!

    1. tudorbrasil disse:

      Realmente seria maravilhoso assisti-lo, incrível como nesta apresentação estavam contidas pessoas que iriam mudar tanto o curso da história, seria no mínimo uma cena mágica! Obrigada novamente por comentar Raah!=)

  2. Laura disse:

    Falta o texto da parte IV, a influência francesa. A parte V está aparecendo como parte VI (A apresentação no Château Vert), a parte VI (Henrique VIII se apaixona) está como VIII, a VII (Anulação do casamento de Henrique VIII) está como IX e eu aguardo ansiosa a parte VIII – o casamento, será que demora muito? Obrigada

    1. tudorbrasil disse:

      Eu tive que reformular alguns artigos, por isso nos links principais de Ana Bolena alguns seguem novas numerações ou até novos títulos…Vou tentar ver se consigo mudar os títulos na própria publicação…As próximas postagens como por ex, a influência francesa mais completa, o casamento, queda, morte e etc, virão assim que subir alguns artigos que estão na frente!=)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s