Jane Seymour – A terceira esposa de Henrique VIII

Aqui jaz Jane, uma fênix
Que morreu ao dar á luz a outra fênix.
Deixe que seja pranteada, pois seres como estes
São deveras raros.
Túmulo de Jane Seymour.

Nome: Jane Seymour

Nascimento: 1508 ou 1509
Possivelmente em Wolf Hall, Wiltshire

Casamento com o Rei Henrique VIII: 30 de Maio de 1536
Queen’s Closet, Palácio de Whitehall

Morte: 24 de outubro de 1537
Hampton Court Palace

Funeral: 13 de Novembro de 1537
Capela de São Jorge, Castelo de Windsor

Início da Vida:

Jane Seymour nasceu em Wolf hall, filha de Sir John Seymour e Margery Wentworth. Através de seu avô materno ela era a bisneta do rei Eduardo III da Inglaterra, através de Lionel de Antuérpia, 1º Duque de Clarence. Devido a isso, ela e o rei Henrique VIII eram primos em quinto grau. Ela era prima de segundo grau de sua antecessora Ana Bolena, tinham a mesma bisavó, Elizabeth Cheney. Sua data de nascimento é uma questão de debate. Ela é geralmente creditada como 1509 ou até mesmo 1510, mas tem-se observado que em seu funeral, 29 mulheres caminharam em sucessão. Como era habitual que cada uma das damas de uma falecida representassem 1 ano de sua vida, implicando que ela nasceu em 1508 ou 1507 e que ainda não havia comemorado seu 30º aniversário.

Ela não foi tão bem educada como as esposas anteriores de Henrique, Catarina de Aragão e Ana Bolena, sabendo ler e escrever pouco, mas era muito melhor em costura e administração do lar, que foram considerados muito mais que o necessário para as mulheres da época. O bordado de Jane foi considerado bonito e elaborado; Alguns de seus trabalhos sobreviveram até 1652, quando foi dado à família Seymour.

Ela tornou-se dama de companhia da Rainha Catarina em 1532, porém pode tê-la servido antes, em 1527 e após o divórcio de Henrique VIII com Catarina, Jane passou a servir sua antecessora Ana Bolena. O primeiro relato de interesse de Henrique VIII em Jane Seymour foi no começo de 1536, pouco antes da morte de Catarina de Aragão.

Registros dizem que Jane tinha um rosto infantil e uma personalidade modesta. De acordo com o embaixador imperial Eustace Chapuys, Jane era de estatura mediana com a tez muito pálida; Ele também comentou que não era muito bonita. No entanto, John Russell afirmou que Jane era “a mais bela de todas as esposas do rei.” Polidoro Virgílio comentou que ela era “uma mulher de máximo encanto em natureza e em aparência”. Casamento:

Henrique VIII casou-se com Jane no Palácio de Whitehall em Londres, no dia 30 de maio de 1536, apenas 11 dias após a execução de Ana Bolena. Como parte dos preparativos para o casamento real, os emblemas de falcão e as iniciais de Ana foram rapidamente substituídas por emblemas pessoais de Jane, “uma Fênix passando por um castelo em meio a chamas e rosas Tudor pintadas de vermelho e branco”. Como votos para o casamento real, David Starkey afirma que Henrique VIII teria feito o mesmo em cada um dos seus casamentos. O rei jurou:

“Eu, Henrique, tomo como minha esposa em matrimônio, para ter e manter deste dia em diante, para o melhor ou pior, na riqueza ou na pobreza, na saúde e na doença, até que a morte nos separe e além disso eu comprometo a ti minha fidelidade. “

Em seguida, a Rainha respondeu: ‘Eu tomo a ti, Henrique, como meu marido em matrimônio’, seguido pelo mesmo voto por Henrique, mas com a promessa de ser “galante e alegre na mesa e na cama”.

De acordo com Alison Weir, o casamento de Jane com o rei foi marcado por celebrações públicas (Pág. 7), mas de acordo com a biógrafa de Jane, Elizabeth Norton, o casamento foi mantido em segredo por alguns dias e como aconteceu com o casamento de Henrique com Ana, “não houve anúncio oficial … em vez disso, Jane foi gradualmente sendo apresentada ao povo como rainha “(pág. 81).

Após a cerimônia de casamento, Jane presidiu pela primeira vez na corte sentada na cadeira da Rainha sob a copa real do estado.

Jane formaria uma estreita relação com a primogênita de Henrique, Maria Tudor.

Os alegres, luxuosos e extravagantes espetáculos reais, que haviam atingido seu pico durante o tempo de Ana Bolena, foram substituídos por uma rigorosa aplicação de decoro. Jane proibiu a moda francesa que Ana Bolena anteriormente havia introduzido. Conservadora politicamente, seu único envolvimento relatado em assuntos nacionais foi em 1536, quando solicitou ao Rei perdão para os participantes na peregrinação da Graça. Sendo prontamente advertida por Henrique sobre o destino que sua antecessora encontrou, quando “interferiu em seus assuntos”. O lema de Jane era: “Obrigada a obedecer e servir”.

Assinatura de Jane Seymour.

Gravidez:

No início de 1537, Jane ficou grávida. Durante a gravidez, ela desenvolveu um incontrolável desejo por codornas, que Henrique prontamente mandou trazer de Calais e Flandres. Durante o verão ela não tomou compromissos públicos e levou uma vida relativamente tranquila, sendo atendida pelos melhores médicos e parteiras do reino. Ela foi para o leito em setembro de 1537 e deu à luz ao tão cobiçado herdeiro varão, o futuro Rei Eduardo VI da Inglaterra, as 2 horas da manhã do dia 12 de outubro de 1537 em no Palácio de Hampton Court.

Morte:

Eduardo foi batizado no dia 15 de Outubro de 1537, sem a presença de sua mãe. Ambas as filhas do rei, Maria e Elizabeth, estiveram presentes e carregaram a criança durante a cerimônia. Após o batismo, ficou claro que Jane Seymour estava seriamente doente.

O parto de Jane Seymour havia sido difícil, durando duas noites e três dias, provavelmente porque o bebê não estava bem posicionado. Segundo a biógrafa do Rei Eduardo, Jennifer Loach, a morte de Jane Seymour pode ter sido devido a infecção de uma placenta retida.

De acordo com Alison Weir, a morte poderia ter sido causada por febre puerperal, devido a uma infecção bacteriana contraída durante o parto ou uma lágrima que infectou seu períneo. Jane Seymour morreu no dia 24 de outubro de 1537, no Palácio de Hampton Court.

Funeral:

Jane Seymour foi enterrada no dia 12 de novembro de 1537 na Capela de St. George, no Castelo de Windsor, após o funeral sua enteada Maria, atuou como chefe enlutada. Jane foi a única das esposas de Henrique a receber o funeral de uma Rainha.

Após sua morte, Henrique usou preto durante três meses e não casou-se novamente por três anos. Quando morreu em 1547, Henrique foi enterrado ao lado de Jane no túmulo que havia feito para ela, a seu pedido.

Legado:

Jane havia conseguido tudo o que se propôs a fazer: Havia dado ao Rei o filho que tanto desejou, havia ajudado a restaurar a sucessão de Lady Maria e o afeto de seu pai, e usado sua influência para promover sua família. Seus dois irmãos, Thomas e Eduardo, usaram sua memória por benefícios e fortuna. Segundo rumores Thomas chegou a persseguir Lady Elizabeth, porém casou-se com a Rainha viúva e sexta esposa de Henrique VIII, Catarina Parr, após a morte do rei. No reinado do jovem Rei Eduardo VI, Eduardo Seymour colocou-se como Lord Protetor e governante de facto do reino. Ambos os irmãos, eventualmente, cairam do poder, e foram executados.

Fontes:

*Elizabeth Norton (Jane Seymour: Henry VIII’s True Love)
*Alison Weir, The Six Wives of Henry VIII.
*Brown, Meg Lota and Kari Boyd McBride. Women’s roles in the Renaissance. Greenwood Publishing. p. 244
*”Henry VIII – the Embroiderer King”. Royal School of Needlework.
*ElizabethNorton, (2009). Jane Seymour. Amberley. pg. 65.
*Vergil, Polydore (1950). The Anglica historia of Polydore Vergil, A.D. 1485-1537.
*Weir, Alison (1991). The Six Wives of Henry VIII. Grove Weidenfeld. pp. 344.
*John A.Wagner,(2011). Encyclopedia of Tudor England.
*GrahamSeal,(2001). Encyclopedia of Folk Heroes. pg. 129.
*”The death of Jane Seymour – a Midwife’s view”. Tudorstuff.
*RichardDe Molen, The Birth of Edward VI and the Death of Queen Jane: the arguments for and against Caesarean Section.
*Charles Boutell, (1863). A Manual of Heraldry, Historical and Popular.

Jane Seymour com Henrique VIII e Eduardo VI.

Jane Seymour o verdadeiro amor de Henrique e sua única perda…

Anúncios

8 comentários Adicione o seu

  1. ana luisa disse:

    de todas elas es a minha preferida

    1. tudorbrasil disse:

      Jane sem dúvidas foi umas das esposas mais intrigantes, não!?=)

      1. ana gomes disse:

        eu não acho o mesmo ,acho que se Jane não tivesse morrido Henrique não tinha sequer conhecido as restantes mulheres , porque Jane era a mulher perfeita para Henrique ,e para não falar de que Jane foi a única das 6 mulheres foi a única que foi capaz de dar ao rei o herdeiro homem que o rei tanto queria.
        na minha opinião Jane era a mais bonita e educada das 6 mulheres do rei.
        Jane era perfeita e acho que devia ter vivido mais vocês não acham

      2. Tudor Brasil disse:

        Apenas alguns adendos: Jane não foi a mais educada, na realidade sua educação foi uma das mais precárias das seis esposas… Como sabemos hoje, também não fora por causa dela que Henrique VIII conseguiu ter seu filho homem e sim por ele mesmo; uma vez que a mulher contém somente o cromossomo X, enquanto o homem possui os dois: X e Y. Ou seja, é o cromossomo Y do homem, que determina se a mulher engravidará de um menino ou menina. Acredito que é opinião pessoal mesmo, mas claro, naquela época com o conhecimento que tinham, Jane para eles, havia dado o herdeiro varão tão sonhado do Rei! 😉

  2. Leila Barros Elghazzaoui Horta disse:

    Revendo a série… pela terceira vez! Uma coisa me intriga: por que mudaram a atriz que interpretou a Jane?

    1. Tudor Brasil disse:

      Não sei afirmar, Leila. Acredito que por problemas contratuais.

  3. Fabiana disse:

    Rsrsrs… exatamente!
    Quem define se o bebê vai ser do sexo masculino ou feminino é o espermatozoide que o homem manda. Dizer que as esposas não foram capazes de dar um filho do sexo masculino não está correto. Ele que mandava o Y! Kkkkk
    Em relação a Jane Seymour acho que como durou pouco não teve o desgaste da relação e talvez pela educação dela ser mais simples deveria ser mais subserviente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s