Jane Seymour- A esposa mais amada de Henrique VIII

 

Imagem
Jane Seymour, foi a terceira mulher do Rei Henrique VIII da Inglaterra. Ela morreu de febre puerperal, em 24 de outubro de 1537 aos seus 29 anos e havia acabado de dar a única coisa que Henrique mais queria no mundo; um filho varão, o futuro Rei Eduardo VI.

Jane Seymour foi uma pessoa fascinante, não do mesmo modo que Ana Bolena e sim, como uma das maiores contradições da história. Tornou-se dama de companhia da Rainha Catarina de Aragão em 1532 e depois, serviu a famosa Rainha Ana Bolena, passando a ser notada pelo Rei. O primeiro relato de interesse de Henrique VIII em Jane Seymour, foi em fevereiro de 1536.
Era pálida, loira, tranquila e maleável, tudo o que Ana não era e também, não foi tão bem educada como as esposas anteriores de Henrique: Catarina de Aragão e Ana Bolena.

Sabia ler e escrever um pouco, mas era muito melhor em costura e administração do lar, devido a isto expressava suas opiniões para Henrique, com muito menos freqüência e não era obstinada e argumentativa como as mulheres que a precederam, no entanto, quando aventurou-se a falar com Monarca sobre algumas coisas, como os fechamentos (e saques) das casas religiosas ou para solicitar o perdão para os participantes da rebelião da “Peregrinação da graça”, foi alertada pelo mesmo, a lembrar-se do destino que sua predecessora encontrou, quando “interferiu em seus assuntos”. Após sua morte em Hampton Court Palace, Henrique vestiu-se de preto por um longo período e não casou-se novamente por três anos, embora as negociações matrimoniais, tivessem iniciado logo após sua morte.

Segundo muitos historiadores, ela foi a esposa favorita de Henrique, pois deu à luz a um herdeiro varão. Quando morreu em 1547, Henrique foi enterrado ao lado de Jane na Capela de St. George, em Windsor. A razão de ser uma contradição, é porque Jane manteve com sucesso a imagem de saudável e doce Rainha por 500 anos, apesar de fazer exatamente o que Ana Bolena fez, só que melhor! Sempre soube-se que os Bolenas eram tidos como alpinistas-sociais, mas a questão é, que os Seymours não só também eram, como eram melhores. Ambos irmãos de Jane, acabaram sendo executados por traição, após usar sua memória, para construir fortuna e carreira.Quanto a doce doce Jane, quando Henrique ofereceu-a pela primeira vez seus afetos, ela certamente, não desanimou-se pelo fato do Rei, já ter uma Rainha, ou por respeitar seus votos de casamento. Ela aprendeu com Ana, que não precisava ser apenas uma amante e que uma dama de companhia, poderia usurpar uma Rainha, sendo exatamente o que ela fez. Há evidências de que ela sabia exatamente o que seu relacionamento com Henrique, estava fazendo ao casamento dele, além de saber que em tal altura, Ana certamente não iria gerar um herdeiro vivo, assim como Catarina não o fez. Isso não quer dizer que Henrique não teria encontrado uma maneira de livrar-se de Ana, se não tivesse caído de amores por Jane. Mas sem uma mulher à espera nos bastidores, será que Henrique teria optado por uma execução? Afinal, o desastre com Catarina ainda estava fresco em sua mente e não queria ter que esperar para casar-se com Jane e obter um herdeiro do sexo masculino, enquanto podia mandar Ana para o tribunal. O que poderia ser mais rápido e menos incômodo do que decapitar uma mulher um dia e ficar noivo no próximo?

Quanto a bondade de Jane com Lady Mary (filha de Catarina) e Lady Elizabeth (filha de Ana; ao contrário do quem acreditam, ela foi uma boa madrasta, apenas não tão devota) é uma algo no qual nunca poderei culpá-la. Ao contrário de Ana, Jane era amorosa, uma madrasta doce, não importasse para qual criança. Fez Henrique resolver seus problemas com suas filhas, ter uma vida familiar normal e dar-lhes a atenção que mereciam. Sendo assim, ela foi genuinamente boa.

Hoje muitos desprezam o conceito ( histórico), de que Jane, foi uma simples idiota que deu sorte, por estar no lugar certo, na hora certa. Ela mostrou, que não precisava de uma educação formal, para saber que tinha o poder e usou-o sabiamente. Esta mulher, supostamente inocente e sua família, certamente tiveram um papel na queda e morte de Ana, mas que de alguma forma, escapou aos olhos da história.

Imagem

Essa foto, foi tirada do site Tudor Blog e mostra uma placa fora da Capela Real de Hampton Court Palace. A placa combina o conjunto de armas de Henrique VIII com Jane Seymour, adornada por anjos sob uma coroa de ouro e rosas Tudor, como o lema de Henrique na parte inferior. Logo acima do lema e de cada lado do escudo, estão suas iniciais “H” e “I” entrelaçadas em românticos nós. (O ‘’I’’ é a inicial de Iana ou Iohanna – Jane em latim) Há também, uma placa no interior da capela, que afirma que o coração de Jane foi enterrado lá.


Fontes:
The Tudor Blog: AQUI.

 

Anúncios

13 comentários Adicione o seu

  1. Raah disse:

    Eu realmente nunca (desde que comecei a estudar esse assunto) pensei que Jane fosse inocente, boa e dócil como a pintam. Não é por ser fascinada por Ana que penso assim (adoro Catarina de Aragão) mas o fato é que Jane fez o mesmo que Ana fez, então porque uma é uma bruxa e outra é um anjo? Não faz sentido.
    Como você falou, os Seymour eram tanto ou mais ambiciosos que os Bolena, e mativeram uma posição elevada na corte durante muito tempo; se observarmos Thomas Seymour veremos que ele não tinha escrúpulos.
    Acho que Jane era um ser humano como qualquer outro, com suas falhas e qualidades; seria bom que as esposas de Henry deixassem de ser tratadas como personagens de uma novela histórica e fossem vistas como pessoas de carne e osso que viveram e morreram. Jane não é minha favorita e nem nunca será porque não acho que tenha realmente deixado sua marca na história, ela foi uma mulher comum para o século XVI que teve a sorte de ter sido incluída na teia de intrigas da Corte Tudor.
    P.S: Jane foi uma ótima madrasta para Mary, não para Elizabeth.

    1. tudorbrasil disse:

      Concordo com você, mas tenho de contestar a informação. Jane foi uma ótima madrasta, sempre intervindo em casos entre o Rei e suas filhas. O ódio que dizem que Jane nutria por Elizabeth, em grande parte, provem de intrigas vitorianas, embora ela de fato, demonstrasse preferir Maria, por motivos óbvios. 🙂

  2. Sathena disse:

    Não sei por que não consigo nutrir nenhum tipo de simpatia para Jane Seymour, mesmo lendo alguns textos que dizem que ela foi uma pessoa gentil e suave que ajudou a melhorar a relação de Elizabeth com o pai considero ela uma personagem fraca, quase apaga em sua personalidade muito submissa mesmo que fosse justificável sua atitude já que viu o que aconteceu com sua antecessora por ser “ousada”, ela não consegue me agradar e nem atrair positivamente.
    Quanto ao fato de ela ser a favorita, fica muito obvio por que isso é que ela foi a única rainha que deu um varão ( o tão esperado filho homem, se Henrique VIII soubesse que aquele mesmo menino seria quase insignificante na história Tudors para suas filhas mulheres brilharem seja de formar ruim ou boa como rainhas, deveria está se revirando no tumulo) para o rei, fico pensando qual de fato seria seu final se ela não tivesse tido o filho homem, além disso logo depois que ela morreu ele já mandou seus embaixadores começarem a procurar de uma nova mulher para o posto e a demora de três anos se deu pelo fato das famílias reais estivessem reticentes em darem suas filhas em matrimônio por causa da histórico marital dele no fim acho que Henrique VIII só amava a si mesmo. talvez tivesse atração e ate carinho, mas acho que amor nunca.
    Muito legal seu artigo, bem esclarecedor.

    1. tudorbrasil disse:

      Olá Sathena, Jane foi um personagem interessantíssimo e envolto em mistérios que muitos preferem esquecer, pelo tórrido amor nutrido pela imagem de sua predecessora, Ana Bolena. Não podemos deixar, que nossas crenças pessoais, nos impeçam de conhecer profundamente uma figura histórica, principalmente com a importância de Jane, afinal, ela deu a Henrique, o inteligente Eduardo VI, que muitos esquecem, mas que preparou o caminho para o reinado protestante de Elizabeth, filha de Ana Bolena.
      Obrigada por comentar!=)

      1. Nina Knowles disse:

        O Eduardo não serviu para muita coisa, já q quem governou foi Elizabeth filha de Ana Bolena

      2. Tudor Brasil disse:

        Eduardo foi um rei muito competente e inteligente. Infelizmente morreu jovem… Algumas políticas de reinado, especialmente as religiosas, seriam copiadas por sua irmã Elizabeth I, durante seu reinado. 🙂

  3. penny disse:

    Jane parecia ser uma otima mulher , mais eu AMO Ana bolena.

    1. tudorbrasil disse:

      Jane é um enigma, adoro isso. Pena hoje ela ter a imagem de vilã…

  4. lindinha disse:

    não gosto de Jane acho ela mosca morta, mas tenho q confessar q se ela não intersedesse por Elizabeth, talvez ela n assumiria o poder 😦 Enfim Ana Bolena sempre será minha preferida, o grande problema dela era q ela tinha mtos inimigos e é por isso que caiu rapidamente ao chegar ao trono.

    1. Tudor Brasil disse:

      Jane de mosca morta não tinha nada, eram apenas aparências, ela jogou o mesmo jogo que Ana, mas deu-se melhor pois conseguiu dar ao rei, seu tão almejado herdeiro varão! 😉

  5. Nini disse:

    Adoro Jane, a família dela era ruim! Mas, Ana Bolena e família, só pensavam em poder! Não gosto de Ana Bolena.

  6. Bia disse:

    Estava lendo acerca das esposas de Henrique e sinceramente quem casava com ele tinha um fim bem tragico….. ou morria ou acabava em exílio por causa do divorcio .. a unica que deu sorte foi a ultima que acabou viúva… llkkkkkkk…Brincadeiras a parte, a historia dos Tudors é fascinante e o site de vcs é incrível….me respondam algo que ate hj não encontrei confirmação em lugar algum…Houve realmente incesto entre Ana Bolena e seu irmão? boa semana 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s